Quote1.png Não nos conhecemos, mas eu prometo que sei como as coisas podem ficar sombrias quando você mantém as emoções em segredo. Viver com a verdade como uma estrela do norte... isso exige força de vontade verdadeira. Quote2.png
Lanterna Verde fnt

Alan Scott é um jovem engenheiro que mais tarde se tornou o primeiro Lanterna Verde do mundo e membro da Sociedade da Justiça da América.

Guerra: Justiça e Mal

Alan e o resto da Sociedade encontraram John Stewart e Barry Allen durante a Guerra entre a Justiça e o Mal, quando os dois últimos viajaram para 1941 em busca de um fragmento da Totalidade. Scott os conteve quando a SJA os encontrou em seu quartel general e soube que a Legião do Mal já havia vencido na linha do tempo do SJA há duas semanas.[1]

Barry e John explicaram sua missão a eles e como eles entraram em sua linha do tempo, também afirmando que eram membros da Liga da Justiça. A SJA chegou à conclusão de que sua existência deveria ter sido apagada se os dois não tinham ouvido falar deles, com todos os membros da equipe se apresentando. Scott expressou surpresa quando John mencionou o Tropa dos Lanternas Verdes e implorou a John que lhe contasse mais sobre isso, mas é interrompido pelo Senhor Destino que afirma que será perigoso para eles interagirem já que a linha do tempo foi alterada várias vezes.[2]

A SJA concordou em se juntar a Barry e John e foi para Pearl Harbor para encontrar o fragmento da Totalidade mantido lá.[2] mas descobriu que a Legião do Mal havia assumido o controle de todos os soldados presentes lá. Ele lutou contra as forças japonesas sob seu controle ao lado de John e ficou impressionado com sua grande força de vontade, mas observou que precisava ser mais verdadeiro. Depois de entrar na base, eles foram atacados por soldados americanos sob o domínio da Legião e eventualmente confrontaram seus inimigos. Aquaman no entanto subjugou a Legião e afirmou que eles precisavam chegar a Atlântida para fazer a Totalidade voltar ao seu tempo.[3]

Enquanto eles viajam para Atlântida, Alan o lembrou de ser mais aberto sobre suas emoções. John comentou que ficou consternado com as pessoas se aliando ao Mal em ambos os tempos, mas Alan afirmou que não é sobre o que eles conquistam, mas lutar pelo que desejam. A SJA e os membros da Liga foram, entretanto, parados pelos guardas Atlantes, percebendo que Atlântida era agora governada por Vandal Savage do passado e seu Clube dos Legionários, que exigia sua entrega a Totalidade. No entanto, eles foram confrontados novamente pela Legião do Mal e pelo deus Poseidon.[4]

John convenceu Vandal a ajudá-los, afirmando que a luta real sempre estava dentro deles e que o destino do universo dependia de sua decisão. Impressionado, Alan afirmou ser digno sucessor do nome Lanterna Verde. Enquanto Alan e a SJA lutavam contra a Legião do Mal, Vandal abriu um portal para eles viajarem para a linha do tempo da Liga.[5] Depois de chegar na linha do tempo, Alan disse a John que a SJA permanecerá lá para ajudá-los a lutar contra as forças de Perpétua depois que ela recuperou parte de seus antigos poderes.[6]

O Relógio do Juízo Final

Alan estava andando de trem uma noite, mas uma ponte pela qual ele estava passando desabou. Ele deveria agarrar-se a uma Lanterna que salvaria sua vida e o transformaria no primeiro Lanterna Verde da Terra, entretanto Doutor Manhattan moveu a lanterna 15 centímetros fora do alcance de Alan, de modo que Scott morre no acidente de trem e não deixa família para trás, conforme a lanterna verde passa por diferentes locais depois disso.[7][8][9]

Sua morte faz com que a Sociedade da Justiça da América nunca existisse, pois ele foi uma das principais causas por trás disso. Sua existência passada foi vazada pela primeira vez para Lois Lane secretamente por Ozymandias. Ela, entretanto, nunca tinha ouvido falar deles, resultado da intromissão do Dr. Manhattan com a linha do tempo.[10] Manhattan, no entanto, desfez suas alterações e colocou a Lanterna Verde de volta ao alcance de Scott após ser inspirado pelas palavras do Superman. Isso fez com que Scott sobrevivesse e que o SJA fosse restaurado de volta à realidade.[11]

Scott foi investigado durante a campanha para erradicar os supostos comunistas pelo Senador Joe McCarthy, mas declarou-se inocente. A SJA, incluindo Alan, ajudou Kal-El (Terra Primal) Superman em Washington, D.C. e o ajudou a parar a batalha em andamento entre os metahumanos. Scott mais tarde prometeu que o SJA investigará o papel do Departamento de Assuntos Meta-humanos na "teoria dos super-homens", que alegou que o governo americano estava criando meta-humanos para agirem como suas ferramentas.[11]

A tentativa de Manhattan de fixar a linha do tempo e a realidade falhou, porém, pois eles meramente se reajustaram em uma nova versão.[12][13] A Mulher-Maravilha tornou-se a primeira super-heroína do mundo e seu heroísmo e capacidade de ver a grandeza em cada indivíduo inspirou Alan a se tornar um super-herói.[14]

Antes disso, Alan e seu amor secreto Jimmy Henton viajaram a bordo de um trem para, segundo ele, tentar escapar de si mesmo. O trem passaria por uma ponte projetada por Alan; ele recentemente superou o lance de um engenheiro rival chamado Albert Dekker para o contrato da ponte, mas uma bomba explodiu sob a ponte descarrilando o trem. Todos a bordo morreram na explosão - todos menos Alan Scott. Quando Alan acordou, ele tentou salvar o moribundo Jimmy, que apontou para ele a presença de uma estranha luz verde entre os destroços.

Com este novo poder fantástico sob seu comando, Alan partiu para encontrar Albert Dekker - o homem responsável por explodir a ponte e matar Jimmy. Brilhando como um fantasma verde, ele atravessou as paredes do escritório de Dekker e o fez ver a justiça.

Depois de um encontro revelador com a mãe de Jimmy, Doris Henton, Alan prometeu a ela que continuaria a usar aquela luz, que ela disse também estar em seu filho, para ajudar as pessoas a encontrarem seu caminho na escuridão.[15]

De volta ao presente

Alan voltou à linha do tempo presente junto com outros membros da Sociedade da Justiça quando Wally West, tendo ganhado os poderes do Dr. Manhattan e adquirido a Cadeira de Mobius, tentou fixar o tempo por fundindo as várias linhas do tempo, mas agora ele estava significativamente velho. Ele guardou o Cemitério de Valhalla ao lado de outros membros sobreviventes da JSA, depois que o Batman Que Ri e os Cavaleiros das Trevas conquistaram o mundo.[16][17][18]


Habilidades

Fraquezas


Armas


Relacionado

Notas de rodapés


Justice Society of America 014.jpg
DC Rebirth Logo.png

Membro da Sociedade da Justiça da América
Este personagem é ou foi membro principal da Sociedade da Justiça da América em qualquer de suas várias encarnações. Esta predefinição irá categorizar artigos e incluírem na categoria "Membros da Sociedade da Justiça"

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.