FANDOM


Durante primeiras atividades de Bruce Wayne como Batman, não havia base subterrânea secreta de operações debaixo da Mansão Wayne. O Bat-Traje do Batman foi muitas vezes colocado dentro de uma caixa de madeira no quarto de Bruce. Algum tempo depois disso, ele ada
Quote1 É como uma tumba egípcia agora. Testamento da grandeza que representa. E um lembrete do mal que ela nos protegeu. Quote2
Gladiador Douradofonte

A Batcaverna serve como o centro de comando do Batman, onde ele monitora todos os pontos de crise em Gotham City e no mundo. Muitas vezes, está localizado sob a Mansão Wayne e faz parte de um grande grupo subterrâneo de cavernas.

História

Terra-Dois

Desenvolvimentos Iniciais

Durante primeiras atividades de Bruce Wayne como Batman, não havia base subterrânea secreta de operações debaixo da Mansão Wayne. O Bat-Traje do Batman foi muitas vezes colocado dentro de uma caixa de madeira no quarto de Bruce. [1] Algum tempo depois disso, ele adaptou um laboratório do crime, escondido atrás de uma parede interna da Mansão Wayne.[2]

Batman então adquiriu o Batmóvel e, posteriormente, o Bat-Avião. Sem lugar para ocultar seus veículos, Batman colocou-os dentro de um celeiro aparentemente abandonado perto da Mansão Wayne. Para chegar ao celeiro não detectado, Bruce construiu um túnel subterrâneo que ligava o celeiro e a Mansão Wayne.[3]

A Primeira "Batcaverna"

A Primeira "Batcaverna"

Com o passar do tempo, Batman atualizou o túnel subterrâneo e colocou um elevador secreto que ligava o laboratório secreto para o túnel subterrâneo. Ele projetou o lugar como um hangar subterrâneo para esconder todos os seus veículos e também incluiu um lugar para reparar e fazer trabalhos mecânicos. O velho celeiro disfarçado foi deixado vazio e apenas utilizado para esconder os bat-veículos que emergiam do subsolo. O terreno entre a Mansão Wayne e o celeiro foi preenchido com concreto armado para garantir a estrutura principal.[4]

Criando a Batcaverna

A Primeira Batcaverna Oficial

A Primeira Batcaverna Oficial

Pouco tempo depois, o hangar subterrâneo foi modificado e transformado em uma caverna, apropriadamente chamada de "Batcaverna". A caverna estava ligada por uma escada secreta até a entrada que estava escondida na Mansão Wayne. A Batcaverna ainda era um abrigo subterrâneo onde os Bat-veículos foram mantidos, mas Bruce também mudou o seu laboratório secreto e sua academia da Mansão Wayne para a Batcaverna. Finalmente, um alarme de segurança foi colocado na caverna no caso de qualquer pessoa indesejada se infiltra-se na base oculta das operações.[5]

Batman tinha um extenso banco de dados de perfis criminais e registros armazenados na Batcaverna que ele manteve em microfilme, por isso não ocupam muito espaço.[6] Pouco depois, Batman incluiu uma sala especial com uma gaiola em que ele e Robin iriam praticar suas habilidades de fuga.[7]

Laboratório da Batcaverna

Laboratório da Batcaverna

A caverna também foi ligada à adega de uma cabana abandonada nos arredores de Gotham. O laboratório estava localizado na área principal da caverna, que também era o estacionamento do Batmóvel. A caverna foi apoiada por uma estrutura metálica e proporcionou um grande espaço de treinamento.[8]

Uma característica inicial da Batcaverna era a "câmara da verdade". Esta sala foi usada para interrogatório de criminosos e consistiu em espelhos em vez de paredes, uma lâmpada de luz multicolorida, um microfone que amplifica a voz do Batman, um espelho de um lado para Batman para verificar os criminosos e no meio da sala, uma única cadeira onde Batman amarrava os criminosos. Tudo isso com o propósito de criar um colapso mental sobre os criminosos que os faziam confessar seus crimes.[9]

Pouco depois, Bruce incorporou uma nova área à caverna que ele chamou de Sala de Troféus. Antes dessa atualização, a sala de troféus estava localizada em algum lugar na Mansão Wayne, mas, à medida que a coleção de troféus de crime de Batman aumentava, a sala não era grande o suficiente para manter todos eles e o moveu para a Batcaverna.[10]

A caverna foi, então, conectado a Mansão Wayne através de uma grande escadaria que levava a uma entrada secreta na casa, escondido atrás de um relógio de pêndulo. Logo, um criminoso que escapou da prisão invadiu a Mansão Wayne e encontrou a entrada secreta, levando-o a Batcaverna.
Troféus da Batcaverna

Troféus da Batcaverna
O confronto que se seguiu entre Batman, Robin e o criminoso, chamado Wolf Brando, foi de curta duração, quando Brando foi atacado pelos morcegos que moravam na caverna e ele caiu em um fluxo subaquático que arrastou seu corpo para uma margem do rio, muito longe. Brando estava morto, mas durante a luta alguns dos troféus da caverna foram danificados, incluindo um dos Guarda-Chuvas do Pinguim, o Dinossauro Mecânico e a Moeda gigante.[11]

No entanto, ambos os troféus foram em breve reparados e de volta aos seus lugares em pouco tempo. [12] Após anos de luta contra o crime, Batman recolheu mais de mil troféus na caverna, alguns dos quais ainda estavam funcionando. Para manter registro de qualquer intrusão indesejada dentro da Batcaverba, Batman instalou uma câmera automática na entrada como um sistema de vigilância constante.[13]

Pouco tempo depois, Batman criou uma "sala de fantasia", na qual ele iria armazenar todos os seus Bat-Trajes, removendo-os da Mansão Wayne. [14] Batman também instalou uma parede deslizante para impedir que qualquer intruso entre na Batcaverna por engano ou de propósito. [15] A próxima atualização de segurança incluiu uma série de feixes de laser em cada entrada da caverna que, uma vez ativada, desencadeia um alarme no caso de qualquer objeto tocar o lasers. [16] Batman também instalou paredes de emergência feita de aço para conter fluxos súbitos de água para dentro da caverna, como sempre estava em constante risco de inundação. [17] Para saber sempre que o Bat-Sinal foi ativado enquanto Batman e Robin estavam na caverna, o Batman instalou um transmissor elétrico que seria ativado quando o Bat-Sinal fosse ligado e, como resultado, uma lâmpada vermelha piscaria no painel do transmissor na caverna, informando a Batman que está sendo convocado pelo DPGC.[18]

Primeira Origem

A Batcaverna foi encontrado pela primeira vez por Jeremy Coe no Século 17. Coe era um espião que trabalhava para Gotham City e tentou afastar uma tribo de nativos americanos. A fim de ficar perto da tribo, Coe usou a caverna como sua base de operações e a nomeou de "Batcaverna" devido as várias colônias de morcegos que viviam no lugar. Após a vitória de Coe sobre os índios, ele deixou a caverna e ficou esquecida por 300 anos.

Eventualmente, Bruce Wayne encontrou a caverna pouco depois de comprar a Residência Wayne. Ele estava inspecionando um celeiro perto quando acidentalmente o chão desmoronou e el caiu em uma caverna enorme. Bruce explorou a caverna e encontrou diferentes entradas para o local, uma das quais estava diretamente conectada a Mansão Wayne. Bruce decidiu criar uma entrada secreta atrás do relógio de pêndulo e logo ele transformou a caverna em sua base secreta de operações.[18]

Outros Casos

Uma vez, um criminoso tentou comprar a Mansão Wayne, a fim de chegar à caverna embaixo do lugar, não sabendo que era a Batcaverna. Depois de descobrir essa ameaça, Batman e Robin removeram todos os elementos da caverna e os colocaram em um local temporário que funcionava como um Museu do Batman. Enquanto isso, o criminoso começou a cavar para chegar à caverna, que ele queria usar como esconderijo. Robin e Alfred criaram uma barragem que bloqueou o fluxo subaquático de sair da caverna e quando o criminoso localizou o local, foi preenchido com água, o que o impediu de usar o lugar. Pouco depois, Batman capturou o criminoso e ele foi capaz de mover de volta todos os objetos para a Batcaverna, sem levantar qualquer suspeita.[19]

Batman e Robin tiveram que resolver um caso inteiramente no Batcaverna, pois o bloqueio do tempo que controlava a porta principal estava sobrecarregado, bloqueando a entrada. Depois eles descobriram a identidade do criminoso, Batman teve que forçar a porta aberta usando alguns dos muitos troféus na caverna e um grande choque elétrico.[20]

O caso final da Batcaverna aconteceu logo após a morte de Batman. Quando Hugo Strange voltou, ele roubou o Bastão Estelar de Starman para usar vários itens do Batcaverna contra Robin. A vingança de Strange foi frustrada com a ajuda do Batman da Terra-Um. Robin, Batman e Batwoman enfrentaram Strange na Batcaverna e, embora o maldito mal-intencionado usasse alguns dos troféus contra eles, Batman parou seu esquema e Strange usou o Bastão Estelar para se matar.[21]

Terra-Um

A Batcaverna era a base secreta das operações de Batman e Robin, onde muitas vezes investigaram casos de criminalidade e mantiveram seu arsenal para combater o crime. Semelhante ao equivalente da Terra-Dois, a Batcaverna foi conectado a Mansão Wayne por uma grande escadaria. No entanto, Batman decidiu melhorar esse recurso e construiu um elevador para conectar ambos os lugares. Ele também adaptou uma nova entrada secreta para o Batmóvel. Ele já havia sido localizado em um celeiro abandonado, mas Batman mudou e trocou a entrada secreta para uma porta escondida em um lado da montanha, que era ativado a partir dos controles remotos do Batmóvel. [22] Pouco depois, Bruce instalou uma "linha direta" na Batcaverna, que era um telefone privado conectado entre a caverna e o escritório do Comissário Gordon na Sede da DPGC. Esta característica substituiu em grande parte o Bat-Sinal por algum tempo durante a carreira do Batman.[23]

Depois que a Tia Harriet tropeçou na entrada do elevador e encontrou a Batcaverna Bruce criou um dispositivo de controle remoto que só permitiria que ele e Robin entrassem no lugar assim ninguém encontraria o lugar por acidente novamente.[24]

Selada e não Utilizada

Dick Grayson, eventualmente, saiu do Mansão Wayne para participar da Universidade Hudson. Por esta razão, a casa tornou-se muito grande para apenas Alfred e Bruce e eles decidiram sair da Mansão Wayne e se instalarem na cobertura do Edifício da Fundação Wayne. Como resultado desta decisão, a Batcaverna foi selada e permaneceu sem uso durante a maior parte da carreira solitária de Batman.[25]

A Batcaverna, no entanto, não foi inteiramente esquecida, pois forneceu à Batman alguns equipamentos que não foram encontrados em nenhum outro lugar. Batman usou a Batcaverna ao tentar resolver o mistério de um músico falecido [26] e mais tarde, ele voltou para a caverna para criar um antídoto para o homem transformado em um monstro, Kirk Langstrom. Como Morcego-Humano, Langstrom encontrou a Batcaverna sem querer e seus instintos animais o forçaram a lutar contra Batman na caverna. Usando o lugar para sua vantagem, Batman nocauteou o Morcego-Humano deixando-o inconsciente e começou a trabalhar no antídoto. [27] Infelizmente, Morcego-Humano recusou a ajuda de Batman e escapou da caverna usando a mesma fenda invisível no telhado da caverna que ele usou para entrar no lugar. [28] A Batcaverna foi mais uma vez violada mas agora pelo terrorista criminoso internacionalmente, Ra's al Ghul, que queria recrutar Batman para ajudá-lo a encontrar sua filha "desaparecida", Talia.[29]

A Batcaverna também foi usado por Batman como o campo de batalha para enfrentar o vilão do escavador chamado O Toupeira. O confronto fez com que a Batcaverna fosse inundado de água e o Toupeira fosse arrastado pela corrente, para nunca mais ser visto novamente. [30] Poucas semanas depois, Batman soube que Morcego-Humano estava usando a Batcaverna como seu refúgio mais uma vez. [31] Após um breve confronto na Batcaverna, Batman tentou ajudar o Morcego-Humano e fornecer um antídoto, mas o soro não funcionou e o Morcego-Humano escapou.[32]

Reabertura

Batcave 0033

A Batcaverna foi reaberta oficialmente quando Bruce Wayne decidiu mudar-se de seu apartamento da cobertura do Edifício da Fundação Wayne de volta para a Mansão. Com a ajuda de Dick e Alfred, Bruce voltou a colocar todos os troféus e equipamentos na caverna original, e apesar de ser imediatamente desafiado pleo Morcego-Humano, que ainda estava dentro da caverna, Batman reverteu sua transformação e recuperou a Batcaverna para sempre.[33] Certo dia, a Batcaverna foi descoberta por um jovem chamado Jason Todd, que acidentalmente aprendeu o segredo do Batman e Robin. [34] Por causa desse desenvolvimento improvável, Todd logo se tornou o segundo Robin.

Morcego-Humano voltou a desafiar Batman na Batcaverna e depois de um breve confronto, Morcego-Humano sequestrou Jason, levando-o para um longe lugar.[35] Pouco tempo depois, um criminoso comum que começou a usar o traje de Homem-Gato, tropeçou na Batcaverna ao procurar um saque escondido e confrontou Batman no lugar, usando os troféus contra o Cavaleiro das Trevas. Embora a caverna tenha sido ligeiramente danificada, o criminoso foi derrotado por Batman, que mais tarde restaurou e reparou o dano causado.[36]

Nova Terra

Antecedentes Históricos

As cavernas que são a Batcaverna existem desde os primeiros dias da humanidade. O lugar foi usado pela primeira vez pelas tribos Miagani, onde localizaram as partes do Bat-Traje deixadas para trás enquanto Bruce Wayne estava preso no tempo. As tribos Miagani começaram a adorar o "Deus Morcego" até que eles finalmente desapareceram. [37] Gotham City foi construída perto das cavernas e durante o Século 18, as cavernas foram usadas como esconderijo pelo Pirata Negro, um notável vigilante dos mares. Um século depois, Joshua Wayne iniciou a construção da Mansão Wayne, perto das cavernas, [38] mas a construção foi concluída por Alan Wayne, inconsciente da conexão entre a casa e as cavernas.[39]

Durante anos, as cavernas permaneceram abandonadas e os Morcegos fizeram esse lugar a sua casa. Quando tinha quatro anos, Bruce Wayne caiu nas cavernas embaixo da Mansão Wayne por acidente, que começou seu medo por Morcegos. [40] Anos depois, Bruce começou sua cruzada como Batman e para ter uma base secreta de operações e preservar a Mansão Wayne de suas atividades, ele e Alfred exploraram as cavernas e decidiram construir o Batcaverna logo abaixo da Mansão.[41]

Eventos Notáveis

Para a melhor parte dos anos iniciais de Batman como o vigilante de Gotham, o Batcave foi um refúgio seguro para o Cavaleiro das Trevas e seus aliados. No entanto, à medida que seus inimigos cresciam em números e tornaram-se mais inteligentes e desafiadores, o santuário secreto às vezes se voltou contra os heróis.

Pássaros na Caverna!

Pássaros na Caverna!

Quando Pinguim enviou aves assassinas para eliminar o Batman, os animais o seguiram de volta para a caverna. No interior, Batman tentou se defender dos pássaros usando as armas de sua sala de troféus, mas falhou. Alfred e Tim Drake abriram a entrada secreta do relógio de pendulo por acidente e permitiram que os pássaros entrassem na Mansão Wayne. Batman finalmente encontrou uma maneira de parar os pássaros, mas a reparação e limpeza necessárias no rescaldo eram bastante substanciais.[42]

A Queda do Morcego

Artigo Principal: Batman: A Queda do Morcego

Quando Bane confrontou Batman no Batcaverna, ele usou tudo disponível no lugar como uma arma. Bane quebrou Batman contra a entrada do relógio secreto, contra o Batcomputador e também o Batmóvel. Bane também empurrou Batman contra a Moeda Gigante, fazendo com que ele caísse sobre o Batman, quebrando vários ossos. Bane usou uma das estalagmites da caverna para punir ainda mais Batman e, finalmente, Bane jogou Batman contra a exibição de trajes de Robin de Jason Todd, quebrando o estojo de vidro e não deixando nenhum jeito Batman lutar. Ironicamente, o santuário de Batman tornou-se o cenário de sua queda. [43] Após esta batalha, a Batcaverna foi brevemente usada como um centro médico para tratar os ferimentos de Bruce até que ele fosse movido para o andar de cima para a Mansão Wayne.[44]

Bruce luta com Azrael na Batcaverna

Bruce luta com Azrael na Batcaverna

Quando Jean-Paul assumiu o papel de Batman, ele selou todas as entradas para a Batcaverna que ele conhecia sobre a entrada do relógio secreto na Mansão Wayne, o que significava o fechamento oficial da mansão, pois ele só passaria seus dias na caverna. Harold e Ace foram os únicos que permaneceram escondidos em uma área secreta da Batcaverna. [45] Isso também significou o fim da equipe Batman e Robin, que obrigou Robin a entrar por um poço seco e a enfrentar Jean-Paul. A luta foi breve, com Jean-Paul tomando a vantagem até Robin conseguir usar o Pássaro Vermelho para escapar.[46]

Quando Bruce se recuperou de seus ferimentos e retornou a Gotham, ele descobriu a verdade sobre as ações de Jean-Paul e ele explodiu a Batcaverna arrancando a parede de tijolo que foi colocada para selar a entrada secreta da caverna, que estava tão quebrada quanto quando ele deixou ela. Bruce e Jean-Paul tiveram um breve confronto na caverna, com Jean-Paul vitorioso. [47] Um segundo e último confronto ocorreram na caverna e desta vez, Batman conseguiu derrotar Jean-Paul sem a necessidade de violência.[48]

Batman Descanse em Paz.

Batcaverna Novamente Destruída

Batcaverna Novamente Destruída

A Batcaverna foi violado uma vez por Silêncio, mas uma vez dentro ele teve que lutar contra Batman, Alfred, Asa Noturna e Robin. Além disso, ele esgotou suas armas ao parar o robótico T-Rex que foi ativado para detê-lo. Silêncio então tentou deixar o lugar usando o Whirly-Bat, mas finalmente falhou e caiu contra o teto da caverna, sem deixar vestígios. [49]

Quando o Luva Negra se infiltrou na Batcaverna, incapacitou Batman, bateu e capturou Alfred. [50] Pouco depois, eles reuniram o Clube de Vilões e decidiram usar o lugar como base de operações. [51] No entanto, eles deixaram o lugar para testemunhar a queda de Batman no Asilo Arkham, que finalmente se tornou sua própria queda.[52]

Pouco depois, Arqueiro Verde e Superman foram investigar o desaparecimento de Bruce e encontraram a caverna totalmente destruída e o Terno das Dores desaparecido.[53]

Alguns dias depois, Asa Noturna decidiu reconstruir a caverna parcialmente destruída, mas de repente foi atacado pela Liga dos Assassinos. Asa Noturna usou todas as armas e veículos disponíveis na caverna para sua vantagem e derrotou os assassinos. [54] Alguns dias depois, Asa Noturna, Alfred e Robin terminaram a reconstrução da caverna localizando a Moeda Gigante ausente e colocando-a de volta no seu lugar legítimo e mais uma vez a Batcaverna estava completamente ativa e funcionando. [55] Mais tarde, foi descoberto por Alfred que Bruce tinha deixado uma máquina gigante escondida na caverna. O computador dentro continha uma mensagem de "última vontade" para todos os membros da Família Batman. [56]

Visão Geral

Batcave 0015

A peça central da caverna é um supercomputador cujas especificações estão a par com qualquer um dos usados pelas principais agências de segurança nacional; permite uma vigilância global e também se conecta a uma rede de informação maciça, além de armazenar grandes quantidades de informações, tanto nos inimigos de Batman quanto em seus aliados. Uma série de links via satélite permite um acesso fácil à rede de informação de Batman em qualquer lugar do globo. Os sistemas estão protegidos contra acesso não autorizado, e qualquer tentativa de violação desta segurança imediatamente envia um alerta para Batman ou Oráculo. Apesar do poder dos computadores de Batman, a Torre de Vigilância da LJA é conhecida por ter computadores mais poderosos (composto de tecnologia Kryptoniana, Thanagariana e Marciana), e Batman ocasionalmente os usa se ele sente que seus computadores não estão à altura da tarefa; na ocasião, ele também consulta a Oracle para obter assistência.

Além disso, a caverna contém instalações de última geração, tais como: laboratório de crime, vários laboratórios especializados, oficinas mecanizadas, ginásio pessoal, uma vasta biblioteca, estacionamento, docking e hangar (conforme apropriado) para seus vários veículos, bem como saídas separadas para os vários tipos, troféus de casos passados, uma grande colônia de morcegos e um teleportador da Liga da Justiça. Ele também tem instalações médicas, bem como várias áreas usadas em exercícios de treinamento para Batman e seus aliados.

A Batcaverna também contém um grande número de casos de vidro que servem de exibição para muitos Batsuits e outros uniformes de membros passados e presentes da Bat Família.

A caverna abriga a vasta gama de veículos especializados de Batman, sendo o famoso Batmóvel em todas as suas encarnações (principalmente por nostalgia e contingências, pois todos são úteis e em excelente condição de trabalho). Batman mantém uma frota de carros regulares de vários modelos e veículos utilitários também - como uma ambulância, por exemplo - quando o Batmobile seria muito conspícuo para uma missão. Outros veículos dentro do complexo incluem várias motocicletas, e várias aeronaves, como o Bat-Avião, um jato supersônico de um único ocupante e Whirly-Bat. Outro veículo encontrado no Batcave é o foguete do metrô, usado pela primeira vez durante o tempo em que Jean Paul Valley estava substituindo Bruce Wayne depois que Bane tinha quebrado as costas de Wayne. Isso deixou Batman entrar em Gotham City muito rápido e poderia eletronicamente limpar um caminho através do sistema do Trilho de Gotham.[57]

A caverna às vezes é alimentada por um reator nuclear, mas na maioria das vezes por um gerador hidrelétrico tornado possível por um rio subterrâneo. [Citação necessária]

Há rumores de que o último Poço de Lázaro do mundo foi construído dentro da Batcaverna, embora a validade desta afirmação seja suspeita.[Citação necessária]

Roy Harper Cry for Justice
DC Rebirth Logo

Incompleto
Há algo faltando aqui. Esta seção do artigo é incompleta e contém informações, mas exige mais antes que possa ser considerado completo. Você pode ajudar o Projeto de Banco de Dados DC editando esta página, fornecendo informações adicionais para trazer este artigo a um padrão mais elevado de qualidade.



Residentes

Notas

  • Antes que a Batcaverna fosse imaginado, o Batmóvel, o Bat-Avião etc. foram armazenados em locais não descriptados. Um exemplo é mostrado em Batman contra o Vampiro: Parte Um (Detective Comics #31), que descreve o novo Batgiro de Batman como sendo mantido em "um hangar secreto conhecido apenas para si mesmo", para citar o painel narrativo.
  • O conceito moderno da Batcaverna apareceu pela primeira vez na série de Batman no episódio O Cerébro Elétrico e foi chamado a "Caverna do Morcego". Foi posteriormente adaptado aos quadrinhos.
  • O dinossauro mecânico na Batcaverna vem de Batman #35; apesar do fato de que um robô semelhante apareceu pela primeira vez em Batman #10.
  • Na continuidade Terra-51, a Batcaverna era conhecido como o "Bat-Bunker". Foi aqui que um de salto de dimensão de Jason Todd primeiro assumiu o disfarce de Robin Vermelho.[58]
  • A caverna é dito ter sete diferentes túneis de entrada conectando a caverna à superfície.[15]


Curiosidades

Alfred Pennyworth 0015

As responsabilidades de Alfred

  • Alfred Pennyworth alimenta os morcegos. Eles preferem os goujons de frango alimentados com milho de campo livre, suavemente fritos em azeite virgem extra. Com cebolinha, senhor.[59]
  • Houve muitas críticas sobre as vitrines nos quadrinhos; os fãs dizem que a roupa de Robin de Stephanie Brown também deve ser exibida ao lado das fantasias de Jason Todd e Barbara Gordon para comemorar sua morte durante Jogos de Guerra. Mais tarde, retomou-se de que Batman nunca colocou um memorial porque tinha dúvidas sobre se Stephanie estava verdadeiramente morto.

Veja Também

Links e Referências

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.