"O Homem Afogado": Andrew Bennet percebe seus erros. Ele exagerou em pensar que poderia levar a massa da população dos vampiros da Terra sob uma única bandeira e brincar de messias. Ele também julgou mal os Van Helsings. Enquanto ele e


Quote1.png Matem eles. Outra vez. Até que não se levantem mais. Quote2.png
Andrew Bennett

Eu, Vampiro #11 é uma edição da série Eu, Vampiro (Volume 1) com uma data de capa de Setembro de 2012. Foi publicada em 25 de Julho de 2012.

Aparição em "O Homem Afogado"

Personagens Principais:

Personagens Secundários:

Vilões:

Outros Personagens:

Locais:

Itens:


Veículos:




Sinopse para "O Homem Afogado"

Andrew Bennet percebe seus erros. Ele exagerou em pensar que poderia levar a massa da população dos vampiros da Terra sob uma única bandeira e brincar de messias. Ele também julgou mal os Van Helsings. Enquanto ele esperava negociar com os assassinos de vampiros, ele não esperava que eles se suicidassem como homem-bombas sobre seu seu povo, e depois ressuscitassem dos mortos. Sem saber o que fazer, Andrew ordena que seu pessoal os mate novamente, até que eles não se levantem mais. Isto é, até ele ver os colares egípcios que seus oponentes usam, e percebe que removê-los resultará em suas mortes. A confusão é agravada quando Mary percebe que os Vampiros que morderam os Van Helsing faz com que eles se virem para o lado dos Van Helsing com olhos brilhando.

Enquanto isso, Tig Rafelson e Prof. John Troughton estão presos em um avião sem piloto, com os pulsos amarrados. Felizmente, Tig tem uma lâmina de barbear no bolso de trás, que ela usa para cortar as cordas em torno de seus pulsos. Infelizmente, agora que ela está livre, nenhum deles sabe pilotar um avião, e eles estão indo direto para uma montanha.

Andrew luta contra o líder dos Van Helsing, irritado por ele ter falhado em seu trabalho para conter a população de vampiros em um impasse eterno. Van Helsing parece estar sob a impressão de que seu trabalho é "matar" todos os vampiros.

De seu assento, John exige que Tig o desamarre, e ela a contragosto pressiona o botão do piloto automático e o desamarra. Frustrado, ele a avisa para voltar ao volante, sabendo que o piloto automático não irá salvá-los do acidente iminente. O avião faz um pouso forçado no deserto, felizmente deixando os dois habitantes relativamente ilesos. No entanto, um sinal sonoro constante na parte de trás do avião leva-os a descobrir que o avião está equipado com explosivos.

Quando Andrew percebe que Van Helsing acabou de explodir seus amigos, ele começa a dilacerar o homem, na esperança de causar-lhe tanta dor quanto possível antes que ele reviva. Enquanto ele está em pedaços, Van Helsing zomba que não há nada que Andrew possa fazer com ele, mas o vampiro usa seus novos poderes para reconstruir completamente seu inimigo, só para ele destruí-lo novamente. No entanto, John e Tig estão vivos e pedem que Andrew pare de se comportar de maneira tão brutal. John não permite que ele continue assim, e em vez disso, ele corta a cabeça do Van Helsing de seu corpo, que não o impede o seu corpo de se mover, e Tig o corta na cintura. Suspirando, Andrew admite que não sabe o que está fazendo. John promete ajudar, pois Tig percebe que os Van Helsings se transformaram em múmias mortas-vivas. Essa constatação é sublinhada por Van Helsing.

Mary retorna com o maior número de colares egípcios que pode, mas há um desenvolvimento infeliz. Os vampiros que mordiam as múmias de Van Helsing estavam infectados com a maldição dos Van Helsing e o desejo de matar vampiros, essencialmente resultando em vampiros zumbis caçadores de vampiros. Confuso, Andrew manda John e Tig recuperarem tantos colares quanto puderem enquanto Mary mata indiscriminadamente (ou então perderá a cabeça). Enquanto isso, Andrew usa sua magia para congelar os exércitos, facilitando a matança deles.

Infelizmente, vários dos malditos vampiros escaparam do campo de batalha e trouxeram reforços.



Notas

  • Sem notas especiais.

Curiosidades

  • Sem curiosidades.



Veja Também


Leitura Recomendada


Links e Referências

Erro de expressão: Falta operando para +.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.