História

A Liga da Justiça foi reformada pelo Superman, que esteve recluso por 10 anos, após os acontecimentos da destruição do Kansas e a morte de milhões de pessoas. Seu ressurgimento no mundo desencadeou o envolvimento de heróis antigos e novos, incluindo a Mulher-Maravilha, o Flash, o Lanterna Verde, o Gavião Negro, O Ray, a Mulher-Poderosa e o Robin Vermelho. Superman então recrutou muitos heróis mais velhos, e os filhos desses heróis, para sua causa. Muitos membros da mais nova geração de super-humanos também se juntaram ao Superman ou prometeram se opor a ele.

Quando um motim eclodiu no Gulag, a Mulher-Maravilha ordenou que vários membros da Liga fossem e tomassem o controle. No caos que se seguiu, Capitão Cometa é morto, forçando o envolvimento do resto da Liga, muito para a relutância do Super-homem.[1] Depois do Capitão Marvel abrir o Gulag, a Liga luta com ambos os internos e com a Cavalaria Silenciosa do Batman . Em um ato de desespero, a Nações Unidas lança várias bombas nucleares sobre o local do Gulag; Batman e Wonder Woman desativam dois deles, mas um deles está preparado e cai no campo de batalha. Superman tenta parar a bomba, mas a Marvel o joga de volta e pára a bomba, detonando-a prematuramente sobre o Gulag, matando grande parte da população da Liga, da Cavalaria e dos presos.

No entanto, devido aos atos de Lanterna Verde, Jade e outros super-humanos, houve sobreviventes que vão para o Edifício das Nações Unidas para tentarem parar o Superman. de destruí-lo e todos os representantes dentro. Superman vendo-os acalmá-lo, e ele promete trabalhar "com" a humanidade, e não por isso.[2]


Acessórios

Equipamento: Nenhum Conhecido.
Transporte: Nenhum Conhecido.
Armas: Nenhuma Conhecida.


Notas

  • Na Terra 22, este grupo é conhecido como a Sociedade da Justiça da América.


Curiosidades

  • Sem Curiosidades.

Veja Também

Links e Referências

  • Nenhum.

Rodapé


O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.